21 março 2016

Pelo FIM do TÉDIO nos Fins de Semana…

Oi meus amores!
O texto para começar esta semana é de Kênia Casagrande... Eu adorei,espero que gostem também!

Pelo FIM do TÉDIO nos Fins de Semana…


"Amanhã eu quero acordar tarde. Bem mais tarde do que acordei nos últimos tempos, porque vou me inundar até altas horas em um livro que há muito tempo eu digo que vou ler e não me atrevo.

Ou quem sabe estar de pé antes do sol despontar e encher de horas com pequenos prazeres o dia que vivo reclamando que passa rápido demais.

Uma caminhada, pedalar por um lugar que pouco conheço, um banho de mar, curtir uma comédia no teatro, aprender algo inusitado e deixar os amigos dizendo: “quem diria”, ou preparar um café com mais tempo, tempero e diversão.

Parar para uma simples faxina. Jogar o desnecessário e as energias acumuladas fora. Trazer pequenas coisas novas para dentro de casa, flores de cores que nunca compro, por exemplo.

Quero acordar e não aceitar fazer mesmo de sempre. Inclusive, fazer promessas não cumpridas. Talvez juntar umas roupas, sei lá, mas ir para um lugar que nunca fui. Sem selfie e sem frase de autoajuda nas redes sociais logo cedo.

Fazendo esta lista, percebo como é difícil me comprometer com o novo. Como ele me tira do eixo. Sacode a minha rotina. Claro que o novo me estimula, sim, não estou morta, mas fazê-lo sempre, nem que seja só nos fins de semana já me deixa inquieta.

Mas é esta inquietude que eu preciso para viver, e viver de verdade. Saber exatamente o que eu vou fazer todos os dias sem nenhuma novidade, reflete uma vida meio mórbida, apagada.

A acomodação atropelou demais meus insights, desfez de muitas das minhas vontades, enferrujou meu cérebro e meu corpo. Nem os pequenos planos vingaram.

Quantos fins de semana transformei naquela fita de vídeo antiga que rebobinamos e dias depois só apertamos o play? Abaixo sextas, sábados e domingos com padrões de comportamento repetitivos.

Se eu quiser enxergar diferenças no que faço com a vida que tenho, devo mudar este Modus Vivendi e renunciar ao mesmo Modus operandi de sempre. Sair do contexto. Esta é a saída!

Trocar de horário, trocar de meias, trocar a marca do café. Trocar até as figurinhas repetidas que pintam no caminho e não nos acrescentam nada.

Experimentar um jogo novo, encontrar gente que tope fazer diferente, descobrir um molho diferente para o macarrão.

Mudar a maneira de seduzir, ensaiar uma piada, vasculhar aqueles sons antigos – de preferência os de bit mais acelerado – e deixá-los tocar. Sair dançando, dançando…


Jogar fora as receitas de findes prescritos. Mas começar pelo fim de semana mesmo, porque as segundas só nos enganam. Elas chegam com pensamentos bagunçados, preguiças acumuladas, coisas por terminar, vida por viver. E vai nos confundindo pelos próximos cinco dias. E aí, automaticamente, vamos ter que dar um play na fita mais uma vez." - Texto de Kênia Casagrande.

Tenham uma ótima semana! Até amanhã!   :)
Me encontre nas redes sociais:




0 comentários :

Postar um comentário



 

Últimas Postagens

Apimentada no Instagram: @nayarapirchiner